March 16, 2017

Please reload

Posts Recentes

Graffiti e Meio Ambiente Urbano

May 31, 2016

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

Graffiti e Meio Ambiente Urbano

May 31, 2016

 

 

 

 

 

 

Graffiti e Meio Ambiente Urbano

 

Analisando a historia da espécie humana é possível analisar o constante efeito do homem na natureza, sendo realizadas de diferentes formas, negativas e positivas. O ser humano sempre teve a necessidade de intervir em seu meio de convívio. Mediante tal diversidade interventiva, podemos elencar a época das cavernas. Período que deu início a Arte Rupestre, tendo como suporte o meio ambiente.

Fazendo uma viagem da Arte Rupestre para o séc. XXI, podemos ver o quanto a quantidade de informações e de conhecimento vem-se aprimorando, dando acesso as variadas mídias. Por meio de uma visão holística torna-se possível contrapor meio ambiente urbano com uma arte que deriva deste contesto o grafite,  como canal de comunicação, que interage diretamente com a cidade e o contexto metropolitano, e os diferentes públicos que o compõe.

Uma confluência multicultural está transposta em São Paulo, que vem sendo considerada a Meca do grafite mundial, possuindo o maior numero de intervenções artísticas e de grafiteiros (as), considerado como uma das maiores formas de intervenção política e artística da contemporaneidade.  O fato é que, esta arte tida como vandalismo ou como manifestação marginal, atualmente vem se plasmando e conquistando diferentes espaços como acervos musicológicos, âmbitos acadêmicos, empresas ou até mesmo usada de modo educacional e formativa.

O grafite possui uma grande abrangência democrática, desde seu processo criativo performático, que aguça e convida o publico a compor o painel. Comunicando diretamente com todo e qualquer tipo de classe social, idades, lugares e culturas, fazendo do meio urbano,  uma grande galeria a céu aberto, tornando-se um bem publico, assim como o meio ambiente.  Fazendo parte do cotidiano de diferentes pessoas, que apreciaram suas múltiplas poéticas tendo como elemento visual desenhos, letras, frases ou outros elementos arraigados à proposição de questionamentos reflexivos contribuindo no resgate de valores culturais, sociais e ambientais.

 É possível falar de Meio ambiente e grafite de forma holística, já que ambos possibilitam a abertura da construção do ser humano com o ambiente. Ao mesmo tempo em que o grafite aborda temáticas ambientais ele também compõe e faz parte do meio urbano. Sendo assim ambos podem ser transpostos de forma criativa e não prescritiva, propondo um viés ao incentivo social, político e econômico, auxiliando na formação cidadã, de maneira educativa e emergente, plasmando conceitos e valores de forma séria, lúdica e participativa.

Dinas Miguel

 

 

 

Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Basic Square

© 2013 by Dinas Miguel.